Artigo do diretor: Educação e interação

Neste período de pandemia, a arte professoral se tornou um desafio constante. A introdução das aulas pela internet e o distanciamento social afetaram diretamente um dos pilares da educação, que é a interatividade entre alunos-alunos e professores-alunos. É neste convívio direto, olho no olho, e permeado de comunicações verbais e não-verbais que a escola também ensina.

Estudos da Psicologia da Aprendizagem são claros em afirmar “que a aprendizagem é o processo através do qual a criança se apropria ativamente do conteúdo da experiência humana, daquilo que o seu grupo social conhece”. De acordo com os especialistas nesta matéria, “para que a criança aprenda, ela necessitará interagir com outros seres humanos, especialmente com os adultos e com outras crianças mais experientes.”

É por meio da vivência com outras pessoas, da sua idade ou mais velhas, que a criança vai gradativamente ampliando suas formas de lidar com o mundo e vai construindo significados para as suas ações e para as experiências que vivem.

Estou escrevendo sobre isso, porque quero convidar os pais e os professores a refletirem sobre o tema. Acredito que o ensino tem que motivar os alunos a interagir com os colegas e professores, mesmo no modo remoto. São aulas que tem que envolver o aluno, promover interação, propiciando momentos em que aluno participe ativamente e não apenas como expectador.

Defendo que os pais devem orientar, dialogar e ajudar na criação e no desenvolvimento da grade de estudos. O diálogo, direto e construtivo, é um ótimo trajeto de condução da relação entre os filhos, o estudo e o resultado que se almeja alcançar. As crianças necessitam de uma maior mediação das aulas e da organização dos materiais por parte dos pais, já os mais velhos de um acompanhamento para verificar se há participação e interesse nas aulas.

E para que isso aconteça, é essencial estabelecer a rotina de estudos diários, que garantirá a melhor distribuição entre tempo de estudo e de lazer. Os pais devem organizar um espaço adequado, com boa luminosidade e de preferência silencioso e equilibrar o tempo de estudo e de lazer, buscando realizar atividades prazerosas. E o mais importante: manter a regularidade de estudos. Sempre digo que o segredo é não fazer demais em pouco tempo, mas fazer sempre.

Gostaria de incentivar os pais a procurarem as equipes pedagógicas das escolas e conversarem sobre a melhor estratégia. Assim como é importante para a criança interagir com outras crianças e adultos, também é salutar e indispensável a aproximação entre pais e escola.

cartão bruno
link bruno instagram
link bruno facebook

Envie sua mensagem

Olá, seja bem vindo.
Informe seu nome, telefone e o que deseja para iniciar.

Rematrícula 2021 - Fácil e Digital

Sempre prontos para atender você!

Escreva a sua mensagem. Responderemos o mais rápido possível.

Ligar
Rota